01
Ago

O que é isso da Preservação Digital? Preservar quererá dizer guardar informação digital…?

Mas então não existem, já há algum tempo, e bem estabilizados, os sistemas de Cópias de Segurança – os Backups. Será disso que se trata? A resposta é um rotundo não!

Pensemos num exemplo concreto: determinada organização possui (bem guardada) uma cópia de segurança de um conjunto de documentos digitais. Todavia este backup tem já alguns anos (digamos por exemplo 10 anos). Desde então muito mudou em termos de hardware e software! O que existia há 10 anos atrás já não está ao serviço desta organização (o sistema de informação evoluiu).

Surge então um problema: “de que nos valerá ter bem guardados os zeros e uns (informação digital binária) se já não existe o contexto de hardware e/ou software necessário para que esses dados se tornem inteligíveis para nós (seres humanos)”. Certamente que ao olharmos para o código binário não vislumbramos o texto dos documentos, as imagens associadas, as tabelas, eventuais bases de dados, etc.

No paradigma actual, os seres humanos necessitam então de mediadores para compreender a informação (digital), precisamente os sistemas informáticos e/ou computacionais. Sabemos que grandes quantidades de informação estão armazenadas digitalmente numa panóplia de diferentes classes, formatos e tipos.

Esta área de trabalho/investigação concentra-se na problemática da preservação digital (visando encontrar soluções). Devido ao facto de as plataformas informáticas estarem em constante evolução, não existe nada que nos possa garantir a continuidade de acesso (no futuro) à informação digital na ausência e/ou evolução dessas mesmas plataformas.

 

 

Prof. Doutor Ricardo Freitas

PhD in Computer Science

http://rpfreitas.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *